Após exposição pornográfica, Banco Santander perde mais de 30 mil clientes em 2 dias




De acordo com o site do Ministério da Cultura, o Banco Santander investiu cerca de 1 milhão de reais, com os benefícios da Lei Rouanet, na exposição Queermuseu, localizada no prédio da fundação Santander Cultural em Porto Alegre.

A exposição buscou um lugar para se tratar da defesa dos direitos dos homossexuais, diante disso observa-se imagens que representam os crimes de apologia à pedofilia e ofensa a fé cristã, como foi divulgada em várias páginas nas redes sociais.

A pagina do Banco Santander em uma das redes sociais mais vista, recebeu inúmeras criticas, inclusive de próprios clientes ao quais optaram pelos encerramentos de contratos com o banco.

No site do Ministério da Cultura, podemos averiguar o processo de autorização do benefício fiscal da Lei Rouanet que o Banco Santander usou para financiar a exposição, significando que a instituição financeira não recolheu impostos sobre esse valor: http://versalic.cultura.gov.br/#/projetos/164274


Após exposição pornográfica, Banco Santander perde mais de 30 mil clientes em 2 dias Após exposição pornográfica, Banco Santander perde mais de 30 mil clientes em 2 dias Reviewed by Politica e Democracia on 11:38 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.