Papa Francisco afirma: é inaceitável um cristão apoiar a pena de morte



Em um discurso realizado pelo Papa Francisco para a Associação Internacional de Direito Penal, ele reafirmou a condenação absoluta da pena de morte, que para um cristão é inadmissível assim como as "execuções extrajudiciais", quer são, os homicídios cometidos Propositalmente por alguns estados ou seus agentes e apresentados como consequência indesejada do uso aceitável, necessário e proporcional da força para aplicar a lei.


"Faço um apelo à consciência dos governantes para que se chegue a um consenso internacional pela abolição da pena de morte. E proponho àqueles que são católicos que façam um gesto corajoso e exemplar: que nenhuma condenação seja realizada neste ano santo da misericórdia", afirmou o Papa Francisco


Papa Francisco também afirmou ser contra a prisão perpétua por ser considerada "uma pena de morte disfarçada".


"O cuidado na aplicação da pena deve ser o princípio que rege os sistemas penais... e o respeito da dignidade humana não só deve atuar como limite da arbitrariedade e dos excessos dos agentes do Estado, como também como critério de orientação para perseguir e reprimir as condutas que representam os ataques mais graves à dignidade e integridade da pessoa", Afirmou.

E por fim ele terminou seu discurso dizendo:

"O mandamento 'não matarás' é válido para todos."

Jornal Brasil
Papa Francisco afirma: é inaceitável um cristão apoiar a pena de morte Papa Francisco afirma: é inaceitável um cristão apoiar a pena de morte Reviewed by Politica e Democracia on 11:30 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.