Ministério da saúde informa: anti-inflamatório de uso diário aumenta 49% risco de parada cardiaca




De acordo com estudos feitos na Dinamarca dois anti-inflamatórios muito conhecidos no Brasil apresentam um risco muito grande a população.

O estudo feito por cientistas e publicada na revista European Heart Journal onde concluiu que o ibuprofeno aumenta 39% o risco de parada cardíaca e o diclofenaco 59%.

O alerta esta para todo o Brasil, por conta do Ibuprofeno e O Diclofenaco serem facilmente comprados na farmácia sem a exigência de receita.

“Permitir que esses remédios sejam comprados sem receita e sem nenhum conselho ou restrição envia uma mensagem ao público de que não há dúvidas quanto a sua segurança”, afirma Gunnar Gislason autor da pesquisa.

“Pesquisas anteriores mostraram que os AINE estão relacionados a um maior risco cardiovascular, algo que preocupa porque seu uso está muito disseminado” afirma Gislason

Na Espanha, a Agência de Medicamentos e Produtos de Saúde já emitiu uma recomendação para limitar o consumo de ibuprofeno, já na Gra Bretanha o diclofenaco passou a ser vendido apenas sob receita medica em exceção pacientes com insuficiência cardíaca, cardiopatia isquêmica, doença arterial periférica ou cerebrovascular ao qual o uso foi restrito.


Jornal Brasil


Ministério da saúde informa: anti-inflamatório de uso diário aumenta 49% risco de parada cardiaca Ministério da saúde informa: anti-inflamatório de uso diário aumenta 49% risco de parada cardiaca Reviewed by Politica e Democracia on 07:58 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.